Especialistas

(ordem alfabética)

                                             Abraão Costa

Mestre em Animação SocioCultural  e Associativismo pela Universidade do Minho e Licenciado em Animação SocioEducativa com especialização em Desenvolvimento Local pela Escola Superior de Educação de Coimbra tem uma vasta experiência humanitária internacional em vários países. É Professor, Animador, Autor de mais de uma dezena de obras pedagógicas e de ficção e Coordenador de vários projetos internacionais. 

No Congresso fará parte do Painel V - Intervenção e empreendedorismo na Animação Sociocultural com a comunicação:

“A Pedagogia Participativa Simbólica - Um modelo pedagógico inovador ao serviço da Animação Sociocultural”

Ana Massas 

Licenciada na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia, é de Lisboa e pertence ao Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Solidariedade e Segurança Social.

No Congresso fará parte do Painel III - O Renovado Estatuto do Animador Sociocultural.

                     Ana da Silva

Professora Adjunta da Escola Superior de Educação do IPSantarém. Doutorada em Ciências da Educação, UVigo. Título Especialista em Educação e Intervenção Não Formal, Animação Sociocultural e Formação de Animadores/as.  Mestre Literaturas Comparadas, UNL. Coordena projetos de Animação Sociocultural. Animadora da Leitura e Escrita. Lecionou nos Institutos Politécnicos Leiria (línguas) e Castelo Branco (animação).

No Congresso fará a moderação do Painel IV - A Formação em Animação Sociocultural no Futuro

design.png

           Ana Paulos

Animadora cultural e educadora comunitária com experiência no trabalho com crianças e jovens em risco. Desde 2007 trabalhou em lares de acolhimento e agrupamento de escolas. Desde 2009 colabora com a Associação Nacional de Futebol de Rua, coordenando o projeto Bola P'ra Frente desde 2013.

No Congresso apresentará o projeto: 

“O Futebol de Rua como estratégia de inclusão social: Projeto Bola Pr’a Frente”

           André Caeiro

É formado na Escola Superior de Educação de Santarém, no curso de Animação Cultural e Educação Comunitária. Tem ainda uma pós-graduação em Imagem, Protocolo e Organização de Eventos, pelo Instituto de Línguas e Administração de Lisboa, Mestrado em Gestão com especialização em Marketing, pela Universidade de Évora, e encontra-se a concluir o mestrado em Sociologia pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa.

Profissionalmente esteve sempre ligado ao desenvolvimento de projetos em organizações não governamentais e em IPSS. Atualmente é o coordenador do Projeto Desafios MS – E7G do Programa Escolhas e da IPSS Casa Seis – Associação para o Desenvolvimento Comunitário. É também facilitador no Projeto MURAL – Mutual Understanding, Respect and Learning”, promovido pelo Alto Comissariado para as Migrações e pelo British Council.

No Congresso apresentará o projeto: 

Projeto “Desafios MS E7G”

                       António Leal

Professor Adjunto na Escola Superior de Educação de Coimbra; Presidente da Assembleia de Representantes da ESEC; Director das Licenciaturas de Animação socioeducativa diurno e pós laboral. Pós – Graduado em Estudos Avançados em Sociologia (ISCTE-IUL); Especialista em Trabalho social e orientação (gerontologia educativa e animação socioeducativa); Mestre em Sociologia da Família (ISCTE-IUL); Licenciado em Antropologia (FCSH-UNL); Presidente do Instituto Humanus.

No Congresso fará parte do painel II – Desenhando o futuro: contributos para atualizar o perfil do Animador Sociocultural com a comunicação:

“O Animador e Novos Desafios Profissionais”

                                    António Ricardo Batista

Sociólogo, investigador do CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa. Tem como principais interesses de investigação questões relacionadas com o emprego, a educação e a formação profissional.

No Congresso fará parte do Painel IV - A Formação em Animação Sociocultural no Futuro com a comunicação:

“Oportunidades e constrangimentos no processo de profissionalização da Animação Sociocultural”

                     Bruno Eiras

Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com pós-graduação em Ciências Documentais pela Universidade Autónoma de Lisboa, onde está a finalizar dissertação de mestrado com o tema "Bibliotecas de Estabelecimentos Prisionais em Portugal".

Entre 2003 e 2017 exerceu funções de gestão e coordenação na Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras.

Desde Maio 2015 integra o grupo de bibliotecários ibero-americanos selecionados para o programa de formação INELI (International Network of Emerging Library Innovators) financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates e operacionalização pelo CERLALC e pela Fundación Germán Sanchez Ruipérez.

Membro do Conselho Diretivo Nacional da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD) entre 2011 e 2016 como Tesoureiro, sendo presentemente Vice-Presidente do Conselho Diretivo Nacional da BAD.

Atualmente, é Diretor de Serviços de Bibliotecas da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

No Congresso apresentará a comunicação: 

“Bibliotecas  e animação da Leitura: o futuro é para sempre?"

                   Carla Cibele

Tendo o curso do Magistério Primário (Lisboa, 1987), é licenciada em Psicologia da Educação (ISPA, 1994), tendo ainda o mestrado em Relações Interculturais (Universidade Aberta, 1999) e o doutoramento em Educação Universidade de Lisboa, 2011).

Foi professora do 1º Ciclo, Técnica de Educação no Ministério da Educação (Instituto de Inovação Educacional) até 1999, ano em que transitou para a Escola Superior de Educação de Setúbal como docente do ensino superior. Está actualmente inserida no departamento de Ciências Sociais e Pedagogia, tem trabalhado na formação inicial e contínua de professores, educadores e animadores socioculturais, coordenando actualmente o curso de Animação e Intervenção Sociocultural. Tem feito vários

projectos de formação, de investigação e de intervenção comunitária nas áreas da cidadania, multiculturalidade e das políticas educativas.

No Congresso fará parte do Painel IV - A Formação em Animação Sociocultural no Futuro com a comunicação:

“A formação de animadores socioculturais no Ensino Superior em Portugal: Contributo para uma reflexão”

            Carlos Costa

Técnico Superior de Animação Sociocultural da Associação de Melhoramentos Pró-Outeiro. Licenciado em Animação Sociocultural. Fundador da APDASC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sociocultural. Fundador da RIA - Rede Iberoamericana de Animação Sociocultural. Educador de Cães de Assistência e Formador de duplas de Intervenções Assistidas por Animais da ÂNIMAS - Associação Portuguesa para a Intervenção com Animais de Ajuda Social. 

No Congresso apresentará o projeto: 

“Programas domiciliários de combate ao isolamento e solidão social”

    Filipa Pereira

Licenciada em Animação Sociocultural pela Escola Superior de Educação (ESELx), Instituto Politécnico de Lisboa (2010), e mestre em Educação Social e Intervenção Comunitária pela mesma instituição. Como animadora sociocultural, trabalhou na Misericórdia de São Pedro do Sul junto da população idosa e foi docente na licenciatura de Animação Sociocultural na ESE de Lisboa.

No Congresso irá moderar o Painel V - Intervenção e empreendedorismo na Animação Sociocultural

         Jacinto  Jardim

Doutoramento em Ciências da Educação (Universidade de Aveiro, 2007); Pós-doutoramento em Educação para o Empreendedorismo (Universidade de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, Universidade de Aveiro, 2008-2014); Licenciatura e Mestrado em Ciências da Educação (Universidade Pontifícia Salesiana, Roma, 1996); Licenciatura em Teologia (Universidade Católica Portuguesa, 1986-1993). Autor, diretor e coautor de obras sobre sucesso académico, empreendedorismo, animação e liderança, tais como Empreendipédia - Dicionário de Educação para o Empreendedorismo (2019), Originais - Programa de Empreendedorismo Social com Jovens (2019), Exploradores em Ação (2019), A Rota das Emoções (2019), Brincadores de Sonhos (2015), Exploradores de Sonhos (2018), Dez Competências Rumo à Felicidade (2012), Programa de Desenvolvimento de Competência Pessoais e Sociais (2010) e O Método da Animação (2002). É atualmente investigador auxiliar da Universidade Aberta, coordenador científico-pedagógico do Projeto de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania (PEEC) e diretor do Gabinete de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania (GabEEC), da CIDH - Universidade Aberta/CLEPUL-FL da Universidade de Lisboa.

No Congresso fará parte do painel II – Desenhando o futuro: contributos para atualizar o perfil do Animador Sociocultural com a comunicação:

“Perfil do animador empreendedor: a perspetiva dos animadores socioculturais”

                                           Joana Campos

Licenciada em Sociologia pela FCSH-UNL e mestre em Ciências da Educação pelo IE- UCP, atualmente a concluir o processo de doutoramento no ISCTE. Docente na licenciatura em Animação Sociocultural da ESELx desde 2009, anteriormente docente no curso de Animação Cultural e Educação Comunitária da ESES. Para além da docência na licenciatura em Animação Sociocultural da ESELx assume funções no âmbito da Coordenação do curso. Relativamente à docência, tem vindo a ocupar-se do eixo da formação relativo à Animação Sociocultural e à respetiva Iniciação à Prática Profissional.

Tem desenvolvidotrabalho tanto em projetos de investigação como de intervenção, em áreas de relevância para a formação de Animadores Socioculturais.

Nos últimos anos, tem sido crescente o interesse pela investigação em torno das Profissões, Grupos Profissionais e Conhecimento Profissional dos profissionais da Animação Sociocultural.

No Congresso fará parte do Painel IV - A Formação em Animação Sociocultural no Futuro com a comunicação:

“Animação Sociocultural no Ensino Superior em Portugal: formação avançada em Animação Sociocultural”

                                           Jorge Humberto Dias

Doutorado em Filosofia e Felicidade pela Universidade Nova de Lisboa e Universidad de Sevilla. Mentor convidado do Philosophy Summit Lisbon/Portugal 2019. Coordenador da Área de Investigação de Filosofia Aplicada no CEFi da Universidade Católica Portuguesa. Coordenador do Projeto de Investigação "Perspetivas sobre a Felicidade" - CEFi / UCP.
Investigador Associado - Universidade do Algarve e Universidad de Sevilla (España); Docente da cadeira de Filosofia Aplicada ao Ator na AMA/Universidade Lusófona (2016-2018) e Diretor do Gabinete PROJECT@ - Consultas de Filosofia.

Especialista convidado do Plano Nacional de Promoção do Sucesso Escolar (Direção-Geral de Educação) e formador externo convidado na Direção-Geral de Administração Escolar.

No Congresso dará uma conferência intitulada:

"Dos Estudos sobre a Felicidade à Intervenção do Animador Sociocultural”

  José António Caride

Doctor en Pedagogía por la Universidad de Santiago de Compostela (USC), en la que es Catedrático de Pedagogía Social en su Facultad de Ciencias de la Educación. Director del Grupo de Investigación “Pedagogía Social y Educación Ambiental” (SEPA-interea) y la Red de Investigación en Educación y Formación para la Ciudadanía y la Sociedad del Conocimiento (RINEF-CISOC), ambos de referencia competitiva en el Sistema Universitario Gallego. Entre 2002-2012 presidió la Sociedad Iberoamericana de Pedagogía Social (SIPS). Desde 2016 a 2018 ha sido el Comisionado de la USC para el Campus da Cidadanía en Ciencias Sociales y Jurídicas, Artes e Humanidades.

Autor de más de 400 publicaciones en libros, capítulos de libros y artículos en revistas. Investigador Principal en más de 40 proyectos o contratos de I+D+i, sus líneas de investigación son “Educación Social y políticas culturales”, “Tiempos educativos y sociales”, “Políticas Educativas y Administraciones públicas”, “Pedagogía Social, Ciudadanía y Derechos Humanos”, “Educación Ambiental, desarrollo humano y cultura de la sostenibilidad”.  Desde 2018 es el coordinador del área de Ciencias de la Educación en la Agencia Estatal de Investigación (España).

No Congresso fará parte do painel I – Olhando o presente, pensando o futuro com a comunicação:

“Perfil do animador empreendedor: a perspetiva dos animadores socioculturais”

goncalogomes.png

 Gonçalo Gomes

Professor Assistente na Universidade de Aveiro desde 2007, onde é
responsável pelas disciplinas do Projeto em Design Básico e Projeto em Design I.
Doutorado em Design pela Universidade de Aveiro, é também, desde a sua fundação, investigador do Instituto de Investigação em Design, Média e Cultura [ID +], onde desenvolve estudos na área do Design Participativo para a Inovação Social sendo, desde 2018, Coordenador do ID+ DESIS Lab, um laboratório membro da rede internacional DESIS – Design for Social Innovation and Sustainability.
Leciona ainda a unidade curricular de Design para Inovação Social, no Mestrado em Design, e é diretor do Mestrado em Engenharia e Design de Produto da Universidade de Aveiro.
Tem participado em diversos projetos internacionais, tais como os projetos Erasmus+ Strategy for Change (2015-2017), SEASIN - South East Asia Social Innovation Network (https://www.seasin-eu.org), Students for Change (https://www.uestudents4change.org), e ainda o projeto SIKE - Social Innovation Through Knowledge (https://sike-eu.org) do qual é o coordenador da equipe da Universidade de Aveiro.

No Congresso fará parte do Painel V - Intervenção e empreendedorismo na Animação Sociocultural com a comunicação:

“Design para a Inovação e Empreendedorismo Social”

  Marcelino Lopes

Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade Pontifícia de Salamanca. Animador Sociocultural de 1979 a 1998 nos organismos Fundo de Apoio aos Organismos Juvenis, Instituto da Juventude e Instituto Português da Juventude. Professor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Departamento de Educação e Psicologia. Diretor do Curso de Animação Cultural e Comunitária da UTAD. Foi ator, encenador e animador teatral.

Foi fundador e membro dos órgãos sociais das seguintes Associações: Grupo de Teatro Ensaio Transmontano (1974); Grupo de Teatro Plebe Transmontana (1976); Grupo de Teatro da Casa de Cultura da Juventude (1979); Centro Cultural Regional de Vila Real (1980); Filandorra Teatro do Nordeste (1986); Trupe da Vila (1990); Associação Nacional de Animadores Socioculturais - ANASC (1996), Associação Portuguesa de Animação e Pedagogia (APAP), Intervenção – Associação para a Promoção e Divulgação Cultural (2007), Rede Iberoamericana de Animação Sociocultural – RIA (2007).  Integrou a Comissão de Avaliação Externa da A3ES (2012/2013) - Avaliação e Acreditação do Ensino Superior, para a área da Animação Sociocultural. É autor e coordenador de 24 livros e mais de meia centena de artigos nas áreas da animação sociocultural, turismo, desenvolvimento e educação comunitária, teatro, pedagogia, ócio e animação de idosos.

No Congresso fará parte do painel I – Olhando o presente, pensando o futuro com a comunicação:

“O Futuro tem futuro para a Animação Sociocultural e para os  Animadores Socioculturais”

                                       Mario Viché

Doctor en Educación por la UNED (Universidad Nacional de Educación a Distancia); Profesor Asociado de la Universidad de Valencia; Profesor de Educación Primaria; Socio Honorífico de APDASC; Miembro de Honor del Colegio Profesional de Educadoras y Educadores Sociales de la Comunidad Valenciana; Miembro del Consejo Académico de la Fundación Cátedra«Enric Soler i Godes» de la Universidad Jaume I de Castellón; Editor de la revista http://quadernsanimacio.net

No Congresso fará parte do Painel II - Desenhando o futuro: contributos para atualizar o perfil do Animador Sociocultural com a comunicação:

“Un compromiso con la convivencialidad y la dignidad. Acciones exitosas para una sociedad sostenible”

                                       Rui Fonte

Licenciado em Animação Socioeducativa pela ESE de Coimbra. Pós-graduado em Ciências Documentais pelo ISLA de Santarém. Mestre em Ciências da Educação – Especialização em Animação Sociocultural, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Conclui, em 2015, o Doutoramento em Ciências da Educação, na UTAD.

Atualmente, é coordenador responsável pela Biblioteca da Fundação Lapa do Lobo e Professor Auxiliar Convidado na Escola de Ciências Humanas e Sociais da UTAD.

É autor de vários artigos e livros sobre Animação Sociocultural, nas suas mais diversas abordagens.

No Congresso fará parte do Painel II - Desenhando o futuro: contributos para atualizar o perfil do Animador Sociocultural com a comunicação:

“O Animador Sociocultural no arrepio dos anos 70”

José Soeiro

Sociólogo. Doutorado em Sociologia do Trabalho pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Ativista do Teatro do Oprimido. É coautor dos livros A Falácia do Empreendedorismo (Bertrand) Não Acredite em Tudo o que Pensa (Tinta-da-china, 2013), Ideologias Políticas Contemporâneas (Almedina, 2013), e Trabalho, Juventude e Precariedade (Praxis, 2012). É deputado à Assembleia da República pelo Bloco de Esquerda e é coordenador do Grupo parlamentar da Comissão de Trabalho e Segurança Social.

No Congresso fará parte do Painel III - O Renovado Estatuto do Animador Sociocultural.

                                        Margarida Pinto Correia

Formada em Relações Internacionais pelo ISCSP, é actualmente directora de Inovação Social da Fundação EDP, depois de nove anos à frente da Fundação do Gil. Ali se focou na reintegração social de crianças vítimas de doença cronica e internamentos prolongados;

Embora com uma ligação permanente a movimentos de cidadania e acções pontuais de voluntariado, o seu percurso anterior foram 20 anos dedicados à comunicação social, começando na imprensa escrita, e desenvolvendo depois vasta experiencia de televisão e rádio, editando sobretudo informação, embora com algumas incursões pelos recreativos.

Na Fundação EDP desde o verão de 2013, aposta agora na estruturação da comunidade, e no apoio a respostas que promovam o desenvolvimento sustentável, a interrupção de ciclos de exclusão, e a validação do impacto social como métrica de financiamento para um futuro socialmente mais eficiente.

No Congresso apresentará o projeto: 

“Arte Pública”

            Nuno Abranja

Doutorado em Ciências do Trabalho, com a especialidade de Empreendedorismo Turístico, pela Universidade de Cádiz. Mestre e pós-graduado em Gestão e Desenvolvimento em Turismo pela Universidade de Aveiro. Licenciado em Planeamento do Desenvolvimento Turístico pela ULHT, com bacharelato em Turismo, Hotelaria e Termalismo, pelo ISCE.  Membro investigador permanente no ISCE-CI e membro investigador colaborador no CITUR (ESTM-IPL). Consultor, business coach internacional e formador para várias empresas nacionais e estrangeiras. Autor e coautor de 6 livros e mais de uma centena de artigos científicos e comerciais publicados. Diretor do Departamento de Turismo do Instituto Superior de Ciências Educativas e coordenador Erasmus e da Unidade de Promoção ao Empreendedorismo da mesma instituição. Editor executivo da revista científica Tourism and Hospitality International Journal. Professor convidado no ISCAD. Lecionou no Instituto Politécnico de Leiria, Un. Lusófona, Un. Lusíada, Un. Colinas do Bué (Bissau), Universidade de Brasília e VB Sochava Institute of Geography (Irkutsk).

No Congresso fará parte do Painel V - Intervenção e empreendedorismo na Animação Sociocultural com a comunicação:

“O empreendedorismo como contributo para práticas de intervenção em Animação Sociocultural mais inovadoras, futuristas e diferenciadoras”

                                        Rúben Marques

Cavalheiro sério e trabalhador que aplica o seu tempo e aprendizagens no ramo profissional da Animação Sociocultural e seus pares.

Até aqui norteou o seu trabalho com pessoas no ato de pensar, criar e produzir mudanças através do desenho e gestão de projetos de intervenção em diversos formatos: museologia e património, inclusão social, associativismo participativo, crescer criança e desenvolvimento comunitário.

Viajou recentemente dos subúrbios de Lisboa para os subúrbios da Vila da Marmeleira à procura de dar continuidade ao seu processo de aprendizagem.

O cavalheiro responde com um abrir de olhos fruto do entusiasmo à estimulação através das seguintes expressões: comunidade; trabalho com grupos; inclusão social; educação não formal; interculturalidade; desenvolvimento local; criatividade; trabalho em equipa; aprender com crianças; programação cultural.

Já trabalhou com diversas linguagens em autarquias, associações, IPSS e empresas mas procura mesmo é trabalhar na recente horta que criou com as filhas.

Atualmente desenvolve trabalho na equipa das Produções Fixe em diversos projetos.

No Congresso apresentará o projeto: 

“Centro Rural de Educação Não Formal”

                                        Victor Ventosa Perez

Doctor en CC. De la Educación, Licenciado en Filosofía y Master en Tecnología de la Educación. Por la Universidad Pontificia de Salamanca, Universidad de Salamanca y O.E.I. respectivamente. Investigador y profesor universitario invitado de varias universidades europeas y americanas. Director de la Escuela Municipal de Animación y T. Libre de Salamanca y Jefe de la Sección de Juventud del Ayuntamiento de Salamanca. Fundador y Presidente Honorífico de la RIA. Consultor internacional y asesor de diversas instituciones públicas en materia de Juventud, Educación y Cultura. Director de la colección de libros Red Iberoamericana de Animación (RIA) en la Editorial CCS de Madrid. Autor de más de 60 libros de Animación Sociocultural, Educación Social, Ocio y Tiempo Libre, traducidos a varios idiomas y reeditados en diversos países. Conferenciante invitado en más de 300 Congresos y Seminarios, nacionales e internacionales.

No Congresso fará parte do painel I – Olhando o presente, pensando o futuro com a comunicação:

“Hacia la fundamentación cientifica de la Animación Sociocultural”

          Sara Monteiro

Licenciada em Educação é Educadora Social. Co-Autora de várias obras pedagógicas, é também Coordenadora de Projetos de capacitação e Inclusão juvenil, colaborando com a PASEC - Plataforma de Animadores Socioculturais.

No Congresso apresentará o projeto: 

“Underground - Inclusão Inteligente”

                                           Teresa Peral

 

Animadora Sociocultural. Professora universitária no Instituto Superior de Ciências Educativas, Odivelas
Master Coach com Programação Neurolinguística e Time Line Therapy®. Mentora do projeto Teresa Peral - Coaching, Mulheres em Transformação.
Co-autora do blog de desenvolvimento pessoal Alma Corpo e Mente.

No Congresso fará parte do Painel IV - A Formação em Animação Sociocultural no Futuro com a comunicação:

“O Animador Sociocultural enquanto Professor / Formador: Contributos no processo formativo”

E realizará o workshop intitulado:

“Inteligência emocional! Animador mais bem-sucedido!”